sexta-feira, 7 de maio de 2021

Minuto de reflexão de Stannis Baratheon

“Deixei de acreditar em deuses no dia em que vi o Orgulho do Vento quebrar-se do outro lado da baía. Jurei que quaisquer deuses que fossem monstruosos a ponto de afogar minha mãe e meu pai nunca teriam a minha adoração. Em Porto Real, o Alto Septão gostava de tagarelar comigo sobre o modo como toda justiça e bondade emanavam dos Sete, mas tudo o que sempre vi foi que ambas eram feitas pelos homens.”

Stannis Baratheon

“Às vezes os ventos de tempestade sopram com tanta força que um homem não tem alternativa exceto guardar as velas.”

Stannis Baratheon

“Tenho um dever para com a minha filha. Para com o reino. Até para com Robert. Ele gostava pouco de mim, eu sei, mas era meu irmão. A mulher Lannister pôs os chifres nele e fez dele um bobo vestido de xadrez. Até pode tê-lo assassinado, tal como assassinou Jon Arryn e Ned Stark. Para crimes assim tem de haver justiça.”

Stannis Baratheon

“Não é questão de desejo. O trono é meu, como herdeiro de Robert. Essa é a lei.”

Stannis Baratheon

“Viraram as costas ao seu legítimo rei por nenhum motivo melhor do que sonhos de poder e glória, e eu tomei nota do que eles são. Perdoei-lhes, sim. Estão desculpados. Mas não esqueci.”

Stannis Baratheon

“Robert…Ele também aparece em meus sonhos. Rindo, Bebendo. Vangloriando-se. Eram as coisas que ele fazia melhor. Isso, e lutar. Nunca o venci em nada.”
– Stannis Baratheon, sugerindo a Melisandre que Robert deveria ter sido o campeão de R’hllor.

Stannis Baratheon

O texto lhe deu uma idéia? Deixe uma resposta...