terça-feira, 24 de maio de 2022

Minuto de reflexão de Stannis Baratheon

“Deixei de acreditar em deuses no dia em que vi o Orgulho do Vento quebrar-se do outro lado da baía. Jurei que quaisquer deuses que fossem monstruosos a ponto de afogar minha mãe e meu pai nunca teriam a minha adoração. Em Porto Real, o Alto Septão gostava de tagarelar comigo sobre o modo como toda justiça e bondade emanavam dos Sete, mas tudo o que sempre vi foi que ambas eram feitas pelos homens.”

Stannis Baratheon

“Viraram as costas ao seu legítimo rei por nenhum motivo melhor do que sonhos de poder e glória, e eu tomei nota do que eles são. Perdoei-lhes, sim. Estão desculpados. Mas não esqueci.”

Stannis Baratheon

“Não é questão de desejo. O trono é meu, como herdeiro de Robert. Essa é a lei.”

Stannis Baratheon

“Tenho um dever para com a minha filha. Para com o reino. Até para com Robert. Ele gostava pouco de mim, eu sei, mas era meu irmão. A mulher Lannister pôs os chifres nele e fez dele um bobo vestido de xadrez. Até pode tê-lo assassinado, tal como assassinou Jon Arryn e Ned Stark. Para crimes assim tem de haver justiça.”

Stannis Baratheon

“Robert…Ele também aparece em meus sonhos. Rindo, Bebendo. Vangloriando-se. Eram as coisas que ele fazia melhor. Isso, e lutar. Nunca o venci em nada.”
– Stannis Baratheon, sugerindo a Melisandre que Robert deveria ter sido o campeão de R’hllor.

Stannis Baratheon

“Às vezes os ventos de tempestade sopram com tanta força que um homem não tem alternativa exceto guardar as velas.”

Stannis Baratheon

O texto lhe deu uma idéia? Deixe uma resposta...